Este é o novo exército de robôs do Google

 

Neste fim de semana o Google anunciou a compra da Boston Dynamics, aquele laboratório de cientistas malucos por trás de alguns dos robôs mais incrivelmente assustadores que já vimos. O que exatamente o Google conseguiu com o negócio? Um exército de robôs que conseguem andar, correr e escalar qualquer tipo de terreno sem muita dificuldade.

 

Vamos conhecer a equipe:




Atlas


A Boston Dynamics desenvolveu o robô de busca e resgate Atlas de 1,80m para competir no Robotic Challenge da DARPA. Anunciado no meio do ano, este brutamontes de 150kg pode andar em terrenos irregulares, evitar obstáculos, correr em uma esteira e equilibrar-se em apenas um pé ao ser atacado por uma mini-bola de demolição. É incrível – e um pouco assustador.

Com lasers telemétricos e câmeras estéreo para visão, membros de titânio e alumínio acionados hidraulicamente e mãos totalmente articuladas, o Atlas é visto como um herói humanoide que pode andar em ambientes perigosos e realizar tarefas cruciais. Em 2014, seis equipes vão programar robôs Atlas para competir no concurso de robôs de busca e resgate da DARPA, inspirado pelo acidente nuclear de Fukushima.




Cheetah

 

O Cheetah é o demônio velocista da Boston Dynamics. Não apenas ele estraçalha o recorde mundial de velocidade de robôs com pernas, como em sua velocidade máxima de 45km/h ele corre mais rápido do que Usain Bolt.

Financiado pelo programa de Mobilidade Máxima e Manipulação da DARPA, a velocidade surpreendente do Cheetah foi atingida usando um design inspirado no animal que dá o nome ao robô, o guepardo: a coluna do robô flexiona a cada passo, alargamento o comprimento do passo e cobrindo mais terreno. Felizmente, esta besta é mantida em uma coleira – a fonte de energia que garante que ele não fuja dos seus criadores.

 


 

WildCat


 

Enquanto o Cheetah só sobrevive enquanto seu fio de energia aguentar, o WildCat conta com um motor movido a gasolina que permite que ele corra livremente pela selva. Ele é assustadoramente barulhento, e o peso extra do seu motor faz ele perder velocidade em relação ao Cheetah – o que não significa que ele seja lento, já que atinge velocidades de 25km/h.

Como praticamente tudo que vem dos laboratórios da Boston Dynamics, o WildCat é bem ágil – veja como ele se inclina durante curvas como uma moo. É ágil, corre mais rápido do que você, e com um tanque cheio de combustível ele nunca fica cansado. Você não quer essa coisa correndo atrás de você.

 


 

PETMAN

 

A primeira geração de robôs andantes conta com uma criatura corredora, saltadora e escaladora com movimentos bem parecidos com os de humanos. O PETMAN foi desenvolvido para testar a durabilidade de roupas de proteção químicas usadas em ambientes de risco, por isso é importante que seus braços e pernas se movam como os nossos. Mas nós não fazemos os mesmos barulhos assustadores do PETMAN.

Assim como o Cheetah, ele era um passo de início de desenvolvimento. É como se fosse o pai do Atlas. Mesmo sendo menos sofisticado, ele também tem seu próprio charme.

 


 

Big Dog


 

O mais forte dos robôs da Boston Dynamics é o Big Dog, uma mula mecanizada capaz de transportar até 150kg. Em desenvolvimento desde 2005, o robô consegue escalar em uma inclinação de 35 graus, andar no gelo, e manter o equilíbrio mesmo quando chutado. 

Originalmente criado para carregar equipamentos de soldados em terrenos desafiadores para veículos tradicionais, a Boston Dynamics melhorou o robô neste ano ao dar ao Big Dog um braço articulado. Veja como o robô mexe o corpo inteiro para manter o equilíbrio quando atingido por um bloco de cimento. Duvido que alguém queira sair chutando um robô desses agora. Ele também tem um irmão maior, o LS3, capaz de carregar 180kg e andar por 30km.

 


 

SendFlea


 

Parece um carro de controle remoto um pouco robusto, não? Talvez, mas o carro do seu filho não consegue saltar prédios altos de uma vez do jeito que esse cara consegue. Com um corpo giroestabilizado que mantém o nível durante o vôo e uma câmera on-board, o SandFlea pesa 5kg e salta 10 metros no ar.

Este robô pode ajudar soldados e trabalhadores de resgate a olharem dentro de prédios de uma distância segura. Com suas grandes rodas, corpo atarracado, e salto vertical impressionante, o SandFlea parece divertido e amigável em comparação com seus primos robóticos.

 


 

RHex


 

Outro robô com grande mobilidade da Boston Dynamics, o RHex troca rodas, pernas ou trilhas por pás curvas que ajudam a obter um controle maior em terrenos irregulares. Cada uma das seis patas se move independentemente, e um rastreador inteligente ajusta sua marcha para manter o trajeto, não importa o terreno.

Com três câmeras e luzes frontais e pernas flexíveis, o RHex parece uma pequena criatura decidida a encontrar um lanche. Como um robô-furrão pós-apocalíptico.

 

Fonte: Gizmodo


Conte-nos sobre Seu Projeto