Itaú faz sua 'maior transformação'

Filme criado pela Africa que dá início à campanha da Copa mostra extremos do Brasil, que surge como em um gigantesco estádio unindo torcidas

Foram 15 dias de filmagem por lugares extremos, do monte Roraima às Cataratas do Iguaçu. Foram voos de helicóptero saindo da Venezuela e da Argentina para obter alguns cenários do País capazes de roubar o fôlego. E também descobertas por recantos brasileiros que muita gente nem imagina existir, como as falésias do Ceará que bem poderiam lembrar o Grand Canyon. Dessa maneira, Paulo Coelho, diretor de criação da Africa, conta como foi desenvolver o primeiro filme da campanha do Itaú para a Copa de 2014. Batizado de “Grande transformação”, o comercial, que irá ao ar em versão de 1min45 nesta quinta-feira, 12, no intervalo da novela Amor à Vida, traz a assinatura “Quando o brasileiro entra em campo, ele muda o jogo”.

As cenas do filme, dirigido por Claudio Borrelli (Killers), mostram brasileiros de todos os cantos surpresos com movimentos da terra, que se elevam aos poucos, em diversas partes do País. Com o avançar do comercial, surge um imenso estádio que contorna o Brasil. A proposta é mostrar que o evento une a população inteira, inclusive a de lugares que não receberão jogos do Mundial. “As pessoas vão se sentir fazendo parte da Copa”, diz Aricio Fortes, diretor de criação da agência, que lembra que o Itaú aderiu ao projeto antes mesmo de o Brasil ser confirmado como sede – o banco foi patrocinador da pré-candidatura. Segundo ele, a peça é uma metáfora visual do que vai acontecer no País.

Nove cidades foram percorridas para o comercial. “É um filme do tamanho do Brasil, do tamanho do Itaú”, compara Coelho. Ele pondera que esta será a primeira vez que o País entrará em campo com mais de 11 jogadores. “Serão 200 milhões”, completa. Para Andrea Pinotti Cordeiro, diretora de marketing institucional do Itaú Unibanco, “Grande transformação” é um forte marco do início das principais ações do banco destinadas à Copa. “O filme representa o sentimento de que acreditamos e queremos compartilhar com o País inteiro: a força da torcida brasileira”, declara.

A comunicação tem desdobramento em outras mídias. Como parte da campanha, foi adotada a hashtag #issomudaojogo. O filme tem ainda duas versões de 30 segundos e uma de 60.

Veja “Grande transformação” na versão de 1min45: 




Fonte: Meio&Mensagem

Conte-nos sobre Seu Projeto